CARTA ENCAMINHADA AOS PARLAMENTARES

Prezados(as) Associados(as),

Conforme compromisso, a UNEICEF vem defendo seus associados na luta contra os descontos arbitrários dos Equacionamentos, promovendo aos gabinetes de parlamentares, atuando principalmente junto aqueles que são responsáveis pelos Projetos de lei que podem beneficiar os participantes da FUNCEF.

Temos também buscado apoio, intercedendo junto à diretoria eleita da FUNCEF.

Acrescentamos que esta luta deve ser travada em todas as frentes, contando com o apoio das diversas associações representativas dos empregados da Caixa bem como de todos os participantes da FUNCEF.

Apresentamos a seguir a carta encaminhada aos parlamentares.

CARTA ENCAMINHADA AOS PARLAMENTARES

Excelentíssimo Senhor

Excelentíssima Senhora

Deputado Federal / Deputada Federal

Senador / Senadora

         A FUNCEF, Fundação dos Economiários Federais, cuja patrocinadora é a Caixa, ocupa a terceira posição entre os maiores Fundos de Pensão do Brasil e conta hoje com cerca de 135 mil participantes.

          A Operação Greenfield, deflagrada a partir da CPI dos Fundos de Pensão, tem como objetivo principal apurar os desvios em operações consideradas temerárias. O rombo, apurado na FUNCEF no início da citada operação foi de mais de 20 bilhões de reais e está sendo suportado pelos participantes, já que os valores são descontados mensalmente de seus contracheques. 

          Por este motivo, vimos respeitosamente solicitar a V.Excia., apoio à referida operação, no sentido de dotá-la dos recursos necessários para agilizar as investigações em curso.

          Além dessa conta injusta, hoje, nós assistimos  apavorados, o desmonte de uma empresa de 158 anos chamada Caixa, promovido pelo atual Presidente Pedro Guimarães, que de acordo com  informes , além de um viés privatista, num claro conflito de interesses,  foi sócio e diretor do Banco Brasil Plural, que é o principal credor no processo de recuperação judicial da empresa Ecovix, na qual a Caixa e Banco do Brasil também são credores.

          Não bastasse isso, a escolha de executivos de mercado com viés igualmente privatista, para ocuparem as Vice Presidências da CAIXA, nos traz a triste  constatação do  que está por vir !

          Assustados, empregados ativos e aposentados dessa empresa centenária,  vêem diariamente nas notícias veiculadas nos meios de comunicação, as intenções do Sr. Pedro Guimarães de vender as partes mais rentáveis da Caixa, que apresentou em 2018 um lucro líquido de 15 bilhões , cravando novo recorde e , um histórico índice de inadimplência em torno de 2%.

          Em defesa da Caixa, temos a dizer que a empresa é 100% pública e sólida e que vem gerando lucro ao governo.  Em defesa do público que atende, podemos afirmar que a Caixa  está presente na vida de todos os brasileiros, quer seja pelos abrangentes programas sociais e habitacionais ou  pelo repasse de valores a programas para as populações mais carentes!

          Abrir mão de tudo isto, para fomentar o apetite de um mercado ávido pelas áreas prestes a serem oferecidas, não nos parece ser exatamente a melhor forma de ajudar o país, que provavelmente deixará de contar com a Caixa, como importante instrumento de políticas sociais.

          Portanto , certos de contar com seu apoio, para nos ajudar nesta luta pela manutenção da Caixa, recorremos a V.Excia.,  solicitando a disponibilização de agenda para aprofundarmos o assunto.

UNEICEF – UNIÃO NACIONAL DOS ECONOMIÁRIOS

 

Leia mais notícias